segunda-feira, 27 de março de 2017

Ato I - Cena III - parte VIII


SESSÃO ABERTA

Bem vindo(a) ao 
 TEATRO DOS SENTIDOS


Venha sonhar!

  
ópera-rock "Aliança dos Tempos" em II atos   
        Aron (vocais), Gil Vieira (guitarra, voz e violão), Ivan Lion (baixo e voz) Roberto Braga (piano e teclados), 
André Georges (bateria e percussão), Fábio Ribeiro (piano e teclados), produção Pedro G. Eleftheriou e
 Marco A. Nascimento.
selo Rock Forever e Musea Records

 III Milênio
 Anuncia:
                                                           
A nova criação musical da
Casa de Aron
 o épico
   "A Sacerdotisa 
na torre em esplendor"
  em    II    Atos

               ... e   A R O N   desafiará os seus sentidos ...  

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah


"Tambores"  -  Aron
Ato I  -  Cena I  -  Prelúdio


Gravação, mixagem, edição, produção,
direção e direção de arte: "Casa de Aron"



Ato I   -   A Torre do Alquimista  
      
  Cena I   -   Sem Fronteiras
  intermezzo      Na torre do império dos sentidos, no ápice do          
                                 interior do  pensamento, na mesa do panteão
                                 da consciência são escritos os segredos da ...    
                                                                                                    
    Músicas     -     O panteão da consciência  
                   -    O vórtice da redenção
                   -    *Humildade
                   -     O enigma das oitavas 


Cena II  -      A Luz Tecendo
 intermezzo         ... do corpo sutil das ...

      Músicas   -     Dança das luzes                    
                   -    Luz tecendo
                   -    Corpo de luz
                       -      A torre em esplendor            

                                                          
Cena III  -   No império dos sentidos
  intermezzo              ...no absolutismo da conquista... 


 Música 
A Sacerdotisa no império dos sentidos

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 121:

A grande planície do Senhor da Torre, está vestida com a finíssima garoa, uma névoa a cobri-la ...
... completamente tomada ...
... completamente vestida ...

... vestes artesanadas além do olhar ...
... pelos tecelões do Panteão da Consciência.
Possui em suas tramas intensa concentração força-energia, conduzem cintilações sobrepostas de saberes Divinos ...

... Poderosas vestes ...

... Vestes da reinvenção do ser ...

... Reinvenção do ser ...

... Ela dança ...
                                                                                                           Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 120:

... E silenciam-se.

Uma fina garoa cai. Num sereno suave, muito suave ...

Cristalina, abre desenhos no lençol de poeira e neutraliza os ventos quentes e secos da planície: 
... ventos ...
... muitos ventos ...
... quentes ...
... muito secos.
Esses ventos intensificam cantares de dores do extenuar ..., abrem portas e janelas em corações, mentes e raciocínios, a incentivar a criação de formas-pensamentos da desesperança e medo.

... formas-pensamento ...
... desesperança ...
... medo ...
Domínio ...

E o suave sereno, evolui pela planície num desafio valente na contra dança dos ventos ...

A fina garoa, afaga e toma conta, ao cair por toda a planície num bálsamo em perfume de vida ...

... perfume de vida ...

... ela dança ...
                                                                                            Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 119: 

... E finalizam, o último acorde de seus cantares, nos pulsares em repouso da exaustão ..

... E silenciam-se ...

... Ainda, pode-se ouvir, entre as fileiras das bigas e seus tambores, as respirações ofegantes das centúrias de Aldeões, num quase uníssono com os ventos da planície.
                                                                                              Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 118:

Apesar, do sol esparramar-se sobre a planície com generosidade e fartura.

Os aldeões, à exaustão, rendem-se de joelhos ao solo, em cantares onde as vozes suplicam surdas, pelos pensares do senhor da torre, a cobri-los.
                                                       Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah


Foto com poema 117:

Dançares em frequências de vibrações graves ...

... muito graves ...

... tais frequências causaram rachaduras nas bigas a transportá-los ...

... as vigorosas cordas trançadas e retrançadas, a translaçarem os grandes tambores, estão rompidas em estilhaços de sisais ...
... o solo da planície, fustigado pela movimentação das centúrias de aldeões e suas bigas, veste-se de uma grinalda de poeira, num lento balé a dobrar-se e redobrar-se no movimento dos ventos da extensa planície ...

... muito extensa ...

... controlada pelo senhor da torre ...

... muito extensa ...

.... tanto quanto pode ser a construção do ego dos conhecimentos de seu construtor, derramados na grinalda da densa poeira ...

... muito densa ...

... a ofuscar a luz. 
                                              Aron                                                                                         

            
Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 116:

... Nos frontais do portal do Panteão da Consciência, a planície ...

... A imensa planície, em retalhos, pelas centúrias de Aldeões, está imersa num lençol de poeira causada pela movimentação das bigas e os sons dos tambores durante os dançares do Alquimista.                                                           Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 115:

... Inspirada, caminha ...
... com genuína essência primordial da expressão da inteligência do raciocínio livre, caminha ...,
... para ...
... A Sacerdotisa está em posição ...

... em posição para a dança das celestes imperiais ...

Os céus e a tempestade, voltam com seus movimentos titânicos ...

... voltam com seus cantares ... Cantares a cruzarem os céus numa aquarela de cores a anunciar para a amplidão: 

ela vai dançar ...                                                                                                                                                   Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 114:

... a caminhar para sua maior expressão: o balé do raciocínio livre para o Divino e suas possibilidades infinitas para o conhecimento ...
... e caminha ...
... lentamente, caminha ...
... delicada,...  cuidadosa ..., música esplêndida em sapatilhas de ponta e asa, nos passos da elegância sábia de uma Sereia estelar ... enquanto observa aquela figura lendária do Alquimista da Torre, no jogo de luzes dos céus, a dançar, apaixonadamente, com botas de couraça e ego ...

... apaixonadamente, no coração de couraça ...

... apaixonadamente, ego ...

... eis seu vôo e manobra ...,
... para o pouso com autoridade ...
... no centro da tempestade suspensa ...

... e pousa ...

... A postura, imperial é impressionante ...

... A cena épica do grande guerreiro ...

... E a Sacerdotisa, caminha e o observa ...
                                                                          Aron

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah
Foto com poema 113:

... Olhar ...
... Olhares ... Visão ...
... Enxergar ...

Há um olhar ...   Diferente ...
Um outro olhar, de íris, muito, muito rara.
Com alcance da visão para diferentes dimensões e realidades ...

... De íris, muito, muito rara ...

Enxerga as possibilidades do Ser, visto em sua plenitude, muito além do corpo e dos sentidos por onde o Ser se percebe e se vê ...

... Com íris, muito, muito rara ...

... o feminino sagrado, Divinizado para inspiração, observa os céus, de horizonte a horizonte, o esplendor da tempestade suspensa sob seu comando. Distancia-se, lentamente, do corpo de dança das Alquimistas em posição ...

Eis a Sereia estelar ...

... de íris, muito, muito rara ...
                                                                       Aron

 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

 
 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

Ato II   -     O Templo dos Harmônicos 

Cena I   -    Ciências da Inexistência
intermezzo               ... o poder vislumbra o desafio ...
                                                                       
 Músicas      -      O cristal do pensamento
                  -     O tempo do não tempo
   
Cena II  -     Ciência suprema
 intermezzo              ... e nós ... ;...  e tudo ... ;...  e todos ...
          
 Músicas       -      A opulência do Absoluto
                   -    Harmônicos da criação            
  
Cena III -    O Uno
                                       ... e a torre entra em  esplendor ...
     
 Música          -    O Verbo. E o universo canta. 




Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah



A Sacerdotisa 
      no império dos sentidos
       Música, letra e orquestração: Aron   
               Música do  -  Ato I  -  cena III

Os céus e a tempestade, voltam com seus movimentos titânicos ...

... voltam com seus cantares ... Cantares a cruzarem os céus numa aquarela de cores a anunciar para a amplidão: 

ela vai dançar ...

 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah

 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah


Vem sonhar:
Ato I - Cena I:
Ato I - Cena II:
Ato I  -  Cena III:

Ensaios Fotográficos:

Aron nas redes sociais:


 Foto do livro "Sobre a ribalta, as luzes das estações", de ensaios
fotográficos e poéticos sobre o musical.                                                                                                                                         por Hannah



Nenhum comentário:

Postar um comentário